Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Indonésia pode bloquear WhatsApp por ‘GIFs pornográficos’

Aplicativo de mensagens instantâneas tem até 48 horas para deixar de suportar compartilhamento de imagens no formato no país

0

A Indonésia votou, nesta segunda-feira, 6, por bloquear o funcionamento do aplicativo de mensagens WhatsApp em até 48 horas, se a empresa responsável pelo aplicativo não impedir o compartilhamento de imagens pornográficas no formato GIF. O WhatsApp diz que não monitora o conteúdo das mensagens, já que utiliza tecnologia de criptografia de ponta a ponta, que envia as mensagens dos usuários de forma codificada até o aparelho do destinatário.

De acordo com Semuel Pangerapan, diretor geral do Ministério das Comunicações e Informática da Indonésia, disse que o serviço será bloqueado se as imagens fornecidas por terceiros não forem retiradas do serviço. “Eles precisa, seguir as regras”, disse Pangerapan, sobre a proposta de bloqueio.

O ministério enviou três cartas ao WhatsApp sobre o problema. “Eles responderam, mas pediram que nós conversássemos diretamente com as empresas terceiras. Mas os GIFs aparecem no aplicativo deles”, protestou. “Por que temos que falar com um terceiro? Eles deveriam ser aqueles que estão no controle disso.”

O Tenor, um dos serviços de busca de GIFs que permitem o compartilhamento via WhatsApp, foi bloqueado. A empresa não respondeu aos pedidos de comentário feitos pela agência de notícias Reuters.

Muitos usuários do WhatsApp na Indonésia usaram as redes sociais para se manifestar de forma cética sobre o bloqueio. “Porque vocês não bloqueiam o Twitter também e, se necessário, todos os navegadores disponíveis na loja de aplicativos para Android, já que é mais fácil procurar por pornografia neles do que no WhatsApp”, disse o usuário do Twitter @jnessy.

Neste ano, a Indonésia bloqueou brevemente o serviço de mensagens instantâneas Telegram, dizendo que os grupos estavam cheios de “radicais e de propaganda de terroristas”.

A reação do governo acontece depois de a Fundação dos Consumidores da Indonésia (YLKI) pedir que o governo bloqueasse conteúdo pornográfico no WhatsApp, justificando que as crianças podem ter fácil acesso a essas imagens.

Fonte: link.estadao

 

Comentários
Carregando