“Inflação do aluguel” fecha o ano com a maior queda desde 2009

O Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M) acelerou a alta para 0,89% em dezembro ante 0,52% em novembro, divulgou na manhã desta quinta-feira (28/12), a Fundação Getulio Vargas (FGV). O resultado veio abaixo da mediana das estimativas de 0,92% calculada pelo jornal O Estado de S.Paulo mas dentro do intervalo de 0,72% a 1,05%.

Com isso, o indicador fechou o ano de 2017 com queda de 0,52%, a maior desde 2009 (-1,72%). Esse resultado também ficou abaixo da mediana, de -0,50%, mas dentro do intervalo que ia de deflação 0,69% a de 0,36%. Em 12 meses finalizados em novembro, o IGP-M acumulara queda de 0,86%, enquanto em 2016 a variação foi positiva em 7,17%.

Entre os três indicadores que compõem o IGP-M, o IPA-M saiu de 0,66% para 1,24%; o IPC subiu ligeiramente, de 0,28% para 0,30%, e o INCC desacelerou de 0,28% para 0,14%.IPAs
Os preços dos produtos agropecuários no atacado, medidos pelo IPA agropecuário, subiram 0,83% em dezembro, após registrarem alta de 0,61% em novembro, informou a FGV. Já os preços de produtos industriais, mensurados pelo IPA Industrial, avançaram de forma mais relevante, para 1,37% depois de terem registrado aumento de 0,68% no mês passado.

Por etapas de produção, o preço das matérias-primas brutas foi o único que acelerou no período, saindo de deflação de 0,68% para um aumento relevante de 2,50%. Os Bens Finais tiveram um pequeno alívio de 0,50% em novembro para 0,48% em dezembro, enquanto os Bens Intermediários arrefeceram de 1,93% para 1,01%.

O Índice de Preços ao Produtor Amplo apresentou avanço de 1,24% em dezembro depois da alta de 0,66% no mês passado. No ano de 2017, o IPA acumulou recuo de 2,55% depois de mostrar deflação de 3,07% em 12 meses até novembro.

Fonte: metropoles 

Painel Político, é um blog de notícias de Rondônia, com informações sobre política regional, nacional, economia, jurídico e variedades. Siga-nos nas redes sociais, visite-nos diariamente e fique sempre bem informado.

Deixe uma resposta