Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Investigação revela que estão usando Facebook para atacar adversários de Confúcio

0
Bandalheira
As usinas de Santo Antônio e Jirau estão sendo cobradas judicialmente por empresas distribuidoras de energia por não cumprir contratos firmados anteriormente. As usinas creditam a bandalheira ocorrida ano passado nos canteiros das obras quando trabalhadores cruzaram os braços e promoveram um quebra quebra, provocando atraso no cronograma das obras. Esses atrasos são responsáveis pelo ajuizamento das ações indenizatórias milionárias. É o saldo que resultou daquela bandalheira.
Emblemático
O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) homologou a candidatura ao Governo de Rondônia do candidato do PSOL, Pimenta de Rondônia. É a primeira apta a disputar as eleições. O julgamento mais aguardado é o do candidato do PSDB, Expedito Junior. Como esta semana nem todos os juízes que compõem a corte estarão presentes às sessões, o pedido de registro do candidato tucano entrará na pauta apenas na terça-feira (5) da próxima semana, segundo a coluna apurou junto ao TRE.
Lorotas
Embora haja uma avaliação entre os comitês de campanha de que com Junior na disputa a parada fica complicada para os concorrentes, todos os adversários estão ansiosos com o resultado do julgamento e torcem para que não entre na pauta tão cedo, pois com a procrastinação o tucano fica sangrando. Uma bobagem, visto que o eleitor está atento às eventuais manobras e amplamente informado de que o entendimento do TSE é favorável às pretensões de Expedito Junior. Diferente de quatro anos atrás, saindo vencedor deste pleito o tucano assume sem nenhum impedimento legal. As lorotas contadas pelos adversários são tão somente: lorotas!
Estorvo
Os coordenadores da campanha de Confúcio Moura entram em pânico todas as vezes que o prefeito Mauro Nazif comparece a um ato público da campanha na capital. Por duas oportunidades o prefeito foi vaiado quando o locutor anunciou a presença. O constrangimento vai se repetir em outras oportunidades porque a rejeição à administração do Dr. Mauro atingiu índices alarmantes. Há uma movimentação nos bastidores do PMDB para convencer o prefeito evitar colar o desgaste na campanha do governador Confúcio Moura.
Necrose
O vice-prefeito de Porto Velho e candidato a deputado federal, Dalton di Franco, por onde passa é instado a dar explicações sobre a mediocridade da administração municipal. A rejeição ao prefeito Mauro Nazif tem afetado a campanha do vice, Dalton di Franco. Como ambos são unha e carne, a administração necrosada contamina os dois. Ademais, as promessas feitas ao eleitor de Porto Velho por Dalton em nome de Mauro dificilmente serão cumpridas.
Minha casa
Uma investigação em andamento sobre a construção de casas populares pode provocar estragos irremediáveis numa das campanhas majoritárias. As suspeitas de direcionamento, entre outros possíveis malfeitos, indicam que o negócio milionário é a pedra filosofal para enriquecimento de pessoas próximas aos encastelados. Um sinal de quatro milhões está sendo rastreado. A ver!
Abuso        
 
Outra investigação aberta para apurar eventuais crimes eleitorais descobriu o IP (tipo de digital dos computadores) de pessoas comissionadas numa grande secretaria que postam a partir do Facebook loas ao atual governador e impropérios aos seus concorrentes. Em fase bem adiantada é possível deduzir que o titular da pasta tem conhecimento da patuscada e, ele próprio, também tem compartilhado as aberrações criminosas postadas pelos auxiliares.
Aloprados
Para concluir a investigação resta apenas a confirmação (ou não) se as postagens criminosas foram enviadas através de computadores públicos ou dos aparelhos de telefone móvel de propriedade da secretaria. Os números com finais 5787, 2397,7366 já estão na mira da justiça. Todos os IP’s dos computadores já estão disponíveis nos autos do processo 737-94.2014.6.22.0000. Restando comprovadas as suspeitas o candidato dos aloprados estará em situação complicada pela caracterização do abuso de poder da máquina pública, além dos próprios aloprados.
Belezas
Na verdade foram criadas três páginas no face que se apresentavam como páginas de Rondônia, criadas com a finalidade para divulgar as belezas da terra e da cultura. Com as proximidades do período eleitoral essas páginas passaram a exaltar o governo estadual e atacar a honra de um dos adversários.
Impropérios
Bandido, Ficha Suja e recebedor de salários indevidos eram alguns dos impropérios postados, logo depois apagados, pelos aloprados com cargos de comissão numa secretaria. Diligente, a assessoria do candidato atingido ingressou imediatamente com as ações e conseguiu identificar os computadores, as pessoas responsáveis pelo conteúdo das postagens e ajuizou as ações pertinentes que estão em fase de conclusão. As primeiras provas colhidas confirmam indícios de condutas criminosas.
Hilux
Uma possante caminhoneta está sendo utilizada indevidamente por uma ex-ocupante de um cargo de escalão graduado para fazer campanha eleitoral. Com placa final 19, o carrão foi avistado transportando a “poderosa” pelas ruas da capital. Esta é mais uma conduta vedada por lei e que pode comprometer a candidatura do chefete de plantão. Eita povo confuso que gosta de confusão.
Comentários
Carregando