fbpx
JBS perde 50% de valor de mercado após denúncia do MPF

O jornal Valor, especializado em economia, informou que a denúncia do Ministério Público Federal contra Joesley Batista, presidente do conselho de administração da JBS, por crime contra o sistema financeiro aprofundou o movimento de queda na cotação das ações da empresa. Ontem, as ON da companhia caíram 14,7%, num dia em que a bolsa teve alta de 2,34%. Desde setembro, a JBS já perdeu metade de seu valor de mercado, ou R$ 25 bilhões.

[su_frame align=”right”] [/su_frame]Segundo analistas, a queda das ações decorre basicamente de investigações que a afetam direta ou indiretamente a JBS e não de seus resultados operacionais, que são positivos – lucro de R$ 3,4 bilhões no terceiro trimestre. Antes dos impactos negativos de ontem, os papéis da empresa já vinham sendo castigados por outras três frentes de investigação: a CPI do BNDES, a investigação do TCU sobre os aportes feitos pelo banco estatal na empresa e a Operação Lava-Jato. O movimento dos investidores, agora receosos, contrasta com o céu de brigadeiro vivido pela companhia até o terceiro trimestre de 2015. Em 11 de setembro, a ação da JBS atingiu sua maior cotação na bolsa: R$ 17,10 (ontem, fechou a R$ 8,41).

Naquele momento, a companhia era uma “ilha” em meio ao cenário adverso da economia brasileira, animando acionistas com os impactos favoráveis da alta do dólar sobre suas operações no exterior e com a maior participação da Seara no mercado interno.

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta