Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Jesualdo anuncia reajuste para servidores municipais

0

O prefeito de Ji-Paraná, Jesualdo Pires, entregou oficialmente para os vereadores, na manhã de ontem (09), em uma coletiva de imprensa no Palácio Urupá, o projeto de lei com o reajuste salarial para os servidores municipais efetivos que será aplicado já para a folha de pagamento do mês de abril. O reajuste anunciado tem os seguintes números: reajuste de 6% para todos os servidores efetivos; reajuste de 8,32% para o piso salarial dos professores municipais (Magistério e Nível Superior).

Jesualdo também anunciou aumento para o auxilio alimentação que para os servidores efetivos que ganham até R$ 1.1 mil passou dos atuais R$ 40,00 para R$ 100,00; Para os servidores da Secretaria Municipal de Educação, o auxilio alimentação passará dos atuais R$ 85,00 para R$ 100,00. “O nosso reajuste está acima do índice do IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) que está em 5,67%. Este reajuste é um esforço bastante grande porque a prefeitura vem lidando com muitas dificuldades orçamentárias e trabalhando no limite dos gastos previstos pela Lei de Responsabilidade Fiscal”, declarou Jesualdo aos jornalistas presentes e diante de vários vereadores que prestigiaram o evento.

“O que nos permitiu propor este aumento foi o enxugamento da máquina administrativa, o ajuste dos investimentos e justiça fiscal”, completou. O aumento dos Agentes Comunitários de Saúde, que recebem seus vencimentos por um repasse de verba federal, e também dos Conselheiros Tutelares será definido após a conclusão de um estudo de viabilidade econômica que está sendo realizado pela Secretaria Municipal de Administração. “Com certeza, vamos fazer outro bom realinhamento com estes servidores”, frisou o prefeito.

IPTU – O prefeito lembrou que os cofres municipais deixam de arrecadar cerca de 50% com o IPTU, já que Ji-Paraná tem um dos maiores índices de inadimplência de IPTU do Estado. Jesualdo lembrou ainda que todas as prefeituras do Brasil estão passando por dificuldades financeiras, devido a queda nos repasses federais constitucionais, inclusive com muitas prefeituras atrasando salários e não concedendo reajustes. “A população paga um absurdo em impostos, no entanto, esses recursos em sua grande maioria vai para os cofres do Governo Federal, e apenas cerca de 15% do que é arrecadado com impostos são destinados às mais de cinco mil prefeituras em todo país”, criticou.

Participaram da solenidade, o vice-prefeito Marcito Pinto, os secretários municipais de fazenda e administração, Luiz Fernandes e Jair Marinho, representantes dos servidores da secretária de educação, obras e saúde, os vereadores Nilton Cezar, Edivaldo Gomes, Silvia Cristina, Márcia Regina, Paulo Moura, Ida Fernandes, Jessé Mendonça, Edilson Vieira e Joaquim Teixeira. Com informações da Assessoria.

Comentários
Carregando