Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Ji-Paraná – Jovem é assassinado por idoso porque ouvia funk em volume alto

0

O homicídio aconteceu no último dia 06, na Rua Das Flores, no final do bairro São Francisco, 2º Distrito de Ji-Paraná. A vítima, Devanir Diniz, de 29 anos, estava em sua casa quando foi alvejada por um disparo de arma de fogo. Ele chegou a ser socorrido com vida ao Hospital Municipal, mas acabou morrendo no outro dia. Clique no título abaixo e relembre o crime:

Notícia publicada em 06/04/2014 – 01:01:45  – Homem é baleado com tiro de “chumbeira” enquanto assistia televisão no bairro São Francisco, em Ji-Paraná

Desde então, Policiais Civis do SEVIC da 2ª DP, sob o comando do Delegado Titular Dr. Cristiano Mattos, investigam o caso e na manhã desta quarta-feira (23), chegaram até ao homicida, que confessou o crime. O aposentado de 74 anos de idade, Silvio Pereira Nunes, foi preso em sua residência, localizada ao lado da casa da vítima.

No primeiro contato, o aposentado negou as acusações, mas como durante as investigações foram constatados fortes indícios de sua participação no crime, acabou confessando.

Segundo o aposentado, Devanir era acostumado a ouvir músicas, do tipo “Funk”, muito alto e sempre era ignorado quando pedia para que o mesmo abaixasse o volume. Naquela noite, chegou a pedir cinco vezes para o vizinho abaixasse o volume, porém não foi atendido. Então, cansado daquela situação, pegou uma espingarda e efetuou um disparo certeiro na vítima, atingindo-a na barriga.

O aposentado ainda contou que logo após o tiro, se escondeu em uma mata, que fica próximo à sua casa, onde permaneceu até o outro dia. Depois, foi até a estrada do Presídio e jogou a arma dentro do Rio Nazaré.

Logo que terminou o depoimento, por livre espontaneidade, Silvio Pereira levou os policiais até o local onde jogou a espingarda. Uma equipe de mergulhadores do Corpo de Bombeiros realizaram buscas pelo local e, depois de muito trabalho, conseguiram encontrar a espingarda.

Em entrevista à imprensa local, o Delegado Dr. Cristiano Mattos, enalteceu o belo trabalho de sua equipe e também agradeceu a equipe de mergulhadores do Corpo de Bombeiro, que prontamente atenderam o seu pedido e, mesmo com muita dificuldade, encontraram a arma do crime.

As informações são do Comando190

Comentários
Carregando