Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Jogador espanca a namorada e ela divulga as fotos em redes sociais

0

Inglaterra – Mais uma vítima da violência doméstica. Lauren Richmond mostrou em suas redes sociais o estrago que o namorado Jordan Greaves, jogador inglês de críquete, fez em seu rosto. De acordo com a jovem, de apenas 22 anos, ele a espancou sem piedade após chegar em casa alcoolizado.

Richmond decidiu compartilhar as imagens e fez questão de ressaltar que não quer mais saber do atleta que atua no Skelmanthorpe Cricket Club. “Ele me mandava vestir a roupa que ele quisesse e disse que não era permitido eu ter amigos homens”.

Lauren Richmond compartilhou as imagens da agressão que sofreu de Jordan Greaves

Eles se conheceram em 2015, quando Jordan estava de férias e ela trabalhava como socorrista. “No começo era amável e carinhoso, estávamos apaixonados, tudo era perfeito”, disse a mulher ainda na postagem no Facebook. Segundo Lauren, as coisas começaram a mudar quando passou a morar com ele. “Passou a ter uma obsessão sobre a minha vida”.

Eles se conheceram em 2015, quando Jordan estava de férias e ela trabalhava como socorrista

“No começo eram pequenos comentários sobre as roupas que eu vestia e as maquiagens que eu usava. Depois disse que não poderia mais ter amizades masculinas. Cheguei até a pedir demissão de um trabalho por ter um gerente homem. A gente brigava, mas ele se desculpava dizendo que isso nunca mais iria acontecer”, completou Lauren Richmond.

A AGRESSÃO

Jordan Greaves agrediu Lauren no dia 1º de maio, mas só agora ela resolveu compartilhar as imagens chocantes da agressão. Naquela noite, o jogador tinha saído para beber com alguns amigos depois de vencer uma partida. Ao encontrar a sua então namorada, o atleta começou a socar e chutar repetidamente, causando danos no rosto e em todo corpo da moça.

Lauren levou a agressão para a Corte Judicial de Kirklees, que já tomou algumas medidas contra o jogador de críquete. Jordan teve que pagar uma multa de R$ 1000, foi sentenciado a 180 horas de trabalho voluntário e não poderá mais dirigir nos próximos 20 meses, além de receber uma ordem de restrição contra a ex-namorada.

Fonte: odia.ig
Comentários
Carregando