Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

“Jogaram meu nome na lama”, diz Jaqueline Cassol sobre Naiara

0

Apresentada em Vilhena na noite desta segunda-feira, 26, como pré-candidata a governadora pelo PR este ano, a advogada Jaqueline Cassol mobilizou na cidade a maioria dos antigos aliados de seu irmão, o senador Ivo Cassol (PP).

Em reunião no Hotel Diplomata, Jaqueline tocou em um assunto que chegou a surpreender os presentes: o assassinato da estudante de Naiara Karine da Costa Freitas, de 18 anos, que funcionária em sua loja.

A jovem teria sido violentada e, em seguida, executada com 22 facadas em janeiro do ano passado na zona rural de Porto Velho.

Ao falar da vítima, Jaqueline Cassol revelou que, na época do crime, setores da imprensa estadual chegaram a apontá-la como suposta mandante do homicídio.

“Jogaram meu nome na lama e causaram um sofrimento enorme a mim e a toda a minha família. Eu sou uma mulher cristã e jamais me envolveria num caso desses. O próprio secretário de Estado da Segurança Pública (Marcelo Bessa) foi a público desmentir os boatos a meu respeito. Quem conhece o processo [sobre o homicídio] sabe que fui arrolada como testemunha, justamente por ser patroa da vítima”, desabafou.

Leia também:

Coluna – Mandante da morte de Naiara continua um mistério

Pai de Naiara faz apelo para localizar suspeito foragido

Júri do caso Naiara Karine: Marco Antonio foi condenado em 24 anos por homicídio qualificado e estupro

Empresário é preso acusado de participar de estupro e morte de Naiara Carine

Ela acusou, sem apontar nomes, adversários políticos de terem plantado a notícia na imprensa, e revelou que está processando civil e criminalmente todos os veículos que publicaram o material calunioso.

A pré-candidata revelou o motivo de ter resolvido ser transparente em relação ao caso. “Eu não devo nada, mas tenho certeza de que, justamente por não encontrarem nada para me acusar, os adversários vão querer usar esse crime monstruoso contra nós. E quero que todos vocês, que estão comigo, saibam a verdade para poderem responder às acusações forem feitas”.

Baixe nosso app para Iphone, Android e Windows Phone  e fique sempre bem informado – (http://app.vc/painel_politico)

Entre os que estavam no local da reunião e declararam apoio a Jaqueline estavam antigos secretários do governo Cassol, como Ilário Bodanese e Augustinho Pastore. A primeira-dama, Lizangela Rover (PP), provável candidata a deputada, também saudou a visitante como “nossa futura governadora”.

Com informações da Folha do Sul

Comentários
Carregando