Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Jornalista promove campanha para venda de camisetas em prol de refugiados

0

Iniciativa da blogueira Lú Braga vai comercializar camisetas com a palavra ‘Habibi’. Ganhos serão revertidos para compra de bicicletas para refugiados que vivem no Brasil

Uma campanha vai vender camisetas com a palavra “Habibi” e reverter a renda para a compra de bicicletas para refugiados que vivem no Brasil. A iniciativa é do blog Na Segunda Lú Começa, da jornalista brasileira Lú Braga, que mora em Beirute, no Líbano. O objetivo é ajudar os refugiados a se locomoverem dentro das cidades brasileiras.

A palavra “Habibi” quer dizer “meu querido” ou “meu amor” em árabe, o idioma dos que formam a maior comunidade de refugiados em terras brasileiras atualmente, os sírios. “Mas essa causa é de interesse não só do Brasil, mas do mundo todo, e essa é uma ação de provocação, para que outras ações maiores aconteçam para ajudar essas pessoas”, afirma Braga sobre a campanha das camisetas, lembrando que o número de refugiados vem crescendo no País e no mundo.

A jornalista teve a ideia quando esteve no Brasil, em fevereiro deste ano, e foi abordada por vários refugiados que pediam dinheiro para a passagem de transporte público. A compra das bicicletas deve ajudá-los na locomoção e também colaborar com a preservação do meio ambiente. “É responsabilidade social com sustentabilidade”, afirma Braga.

Os sírios são formam a maior comunidade de refugiados reconhecidos no Brasil
Os sírios são formam a maior comunidade de refugiados reconhecidos no Brasil

Primeiramente a renda será revertida para aquisição de bicicletas para refugiados que vivem na capital paulista, cidade que tem grande volume de ciclovias. A distribuição ficará a cargo do Instituto de Reintegração do Refugiado (Adus), organização não governamental que trabalha no atendimento aos refugiados. Depois serão feitas parcerias em outras cidades, como Rio de Janeiro, Brasília, Porto Velho (Rondônia), Foz do Iguaçu e Curitiba (Paraná), para a distribuição.

A campanha será lançada em Beirute no dia 31 de julho com um passeio de bicicleta nas ruas da capital libanesa. Lú Braga vai convidar a comunidade brasileira que vive no país árabe, incluindo integrantes das Forças Armadas brasileiras que atuam em missão de paz das Nações Unidas no Líbano, para participar e reforçar a ideia. A iniciativa foi pensada para acontecer durante as Olimpíadas 2016, que ocorrem no Brasil a partir do dia 05 de agosto.

Um dos motivos de o foco ser o Brasil é o fato de que o País enfrenta problemas econômicos, explica Braga. Outro é que a blogueira é brasileira e vive no Líbano. O país árabe convive com grande número de refugiados sírios, já que a Síria, que faz fronteira com o Líbano, passa por uma guerra civil. A situação dos refugiados é, portanto, uma realidade que a jornalista conhece de perto. Apesar de a renda ser revertida para os refugiados que vivem no Brasil, a ideia é vender camisetas mundo afora e fazer o lançamento, no futuro, também na África. Os angolanos formam a segunda maior comunidade de refugiados no País, lembra Braga.

Jornalista Lú Braga reside no Líbano atualmente e é responsável pela campanha em prol dos refugiados
Jornalista Lú Braga reside no Líbano atualmente e é responsável pela campanha em prol dos refugiados

O design das camisetas foi criado pelo estudante da Universidade Estadual Paulista (Unesp) de Presidente Prudente, Ítalo Silva. Elas foram produzidas no Brasil em material 100% algodão e serão vendidas a US$ 30. Como não houve patrocínio, parte do valor irá para cobrir custos e US$ 18 irão para os refugiados. A expectativa de Lú Braga é vender cinco mil unidades, que poderão ser compradas pela loja online do blog Na Segunda Lú Começa a partir do dia 31 de julho. No Líbano poderão também ser adquiridas com Braga e no Brasil na ONG Adus.

A campanha inclui também um aplicativo que permite escrever temporariamente uma nova frase na camiseta, ao seu gosto. O aplicativo permite que se escreva a frase e a projete na roupa. Assim, o usuário consegue se fotografar com o que pretende dizer a respeito do tema e postar depois nas redes sociais para divulgar a iniciativa.

Serviço

Campanha das camisetas Habibi
Mais informações e compras (a partir de 31 de julho):
http://www.nasegundaalucomeca.com/

Com informações da Agência de notícias Brasil/Árabe

Comentários
Carregando