fbpx
Jovem dança seminua no Espaço Alternativo e imagens espalham no Whatsapp

Vídeo mostra jovem dançando em carroceria de carro

O Espaço Alternativo, marcado pelas obras inacabadas, continua sendo palco de uso de drogas, bebedeiras e exibições explícitas. A mais recente aconteceu na madrugada do último fim de semana, quando várias pessoas filmaram uma jovem, aparentando idade entre 19 a 22 anos, dançando nua na carroceria de um carro.

As imagens circulam em grupos de Whatsapp por todo o país. No vídeo, ela aparece bem à vontade rebolando e chega a afastar a calcinha para mostrar suas partes íntimas. É possível ver a mão de um homem que passa na bunda moça, que parece não se incomodar.

Também dá para ver que várias pessoas filmam a cena. O Espaço Alternativo tinha a proposta de ser um “espaço familiar”, mas isso nunca aconteceu. O local há décadas serve para reunião de jovens nas madrugadas de Porto Velho, que consomem drogas, bebidas e fazem racha sem serem incomodados pelas autoridades.  O vídeo abaixo foi editado para não mostrar o rosto nem partes explícitas.

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

6 thoughts on “Jovem dança seminua no Espaço Alternativo e imagens espalham no Whatsapp

  1. Respondam uma coisa :
    A EFMM foi cercada com a brilhante idéia de políticos e assessores com o propósito de coibir usuários de drogas e prostituição, pela falta ou a incapacidade de se colocar segurança e policiamento naquela área com prevenção e coibição dos atos, acha que aquela cerca coibira tais atitudes? E agora alguém terá a capacidade de sugerir o fechamento do espaço alternativo com cerca também já que não há interesse ou idéia da polícia de tomar uma atitude com relação a tais atos de desocupados, playbois e etc? De políticos e políticas públicas tudo é possível inclusive nada.

Deixe uma resposta