Jovem é encontrada morta e presa com cadeados em cama em SP

Segundo familiares, a mulher foi à residência para ensinar um dos moradores a ler e escrever.

Em uma cama com vários cadeados, uma mulher de 31 anos foi encontrada morta, seminua e acorrentada. O local do crime foi uma casa na região Rural de São José do Rio Preto, São Paulo. Segundo familiares, a mulher foi à residência para ensinar um dos moradores a ler e escrever. De acordo com a polícia, ele é um dos suspeitos do homicídio.

A vítima, identificada como Simone Moura Facini Lopes, quem encontrou a mulher foi lavrador, que mora na casa. Ele divide o lugar com mais um homem, de 64 anos. Ninguém sabe do paradeiro dele. Uma marreta com vestígio de sangue também foi apreendida pela polícia.

Conforme a corporação, Simone apresentava graves ferimentos na cabeça e estava seminua. Ela foi amarrada com correntes que prendiam pés e mãos, todas fechadas com cadeados.

“Ela estava alfabetizando ele há quatro meses e ninguém imaginava que iria fazer uma coisa dessas. Ela era uma pessoa inocente, vivia fazendo caridade. Ela só fazia o bem, não tem explicação, pela maldade, que fizeram com ela”, afirma Laudiceia Lopes, cunhada da vítima, em entrevista ao G1.

Fonte: noticiasaominuto

Painel Político, é um blog de notícias de Rondônia, com informações sobre política regional, nacional, economia, jurídico e variedades. Siga-nos nas redes sociais, visite-nos diariamente e fique sempre bem informado.

Participe do debate. Deixe seu comentário