Jovem que pegou carona com namorado da mãe é encontrada morta

A jovem de 18 anos que desapareceu após pegar uma carona com o namorado da mãe, na última sexta-feira (27) foi assassinada. O corpo já em decomposição foi encontrado ontem (1º), sem roupas, no Bairro Fazendinha, a 40 quilômetros de Rio Negro, região metropolitana de Curitiba (PR).

Aline Moreira pegou carona para ir de Mafra (SC) a capital paranaense e desde então não tinha mais aparecido. O corpo da vítima tinha hematoma na cabeça. Há suspeita de que ela tenha sofrido abuso sexual. O namorado da mãe José Ademir Radol de 48 anos, é o principal suspeito do crime e está foragido.

A mãe contou que recebeu mensagens da filha pedindo socorro, conforme informações da rádio Banda B.

Carona

Em depoimento, a mãe de Aline disse que o namorado da filha morava em Curitiba e por isso ela pegou carona com José Ademir. Eles saíram de Mafra no final da tarde de sexta-feira. Horas depois, a jovem mandou mensagens à mãe e ao namorado pedindo socorro.

O homem também teria mantido contado com a mãe e dito que deixou Aline na Rodovia do Xisto, na região metropolitana de Curitiba, após o carro apresentar problemas mecânicos. Ele pediu para encontrar a mulher, mas com medo e a filha desaparecida, ela recusou.

Identidade falsa

A mãe de Aline conheceu José Ademir em redes sociais e ele teria dito que se chamava “Márcio Melo”. Agora, a polícia descobriu que o nome era falso. O suspeito já teria tentado atacar outra mulher em Santa Catarina, de acordo com a polícia, mas ela conseguiu fugir e avisou a polícia.

Deixe sua opinião via Facebook abaixo!
Anterior «
Próximo »

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

  • twitter
  • googleplus

Deixe uma resposta

Direto de Brasília