Juiz não nega que atirou em vizinho, mas diz que vídeo deve ser periciado

A polícia investiga o caso. E o Tribunal de Justiça fluminense instaurou um procedimento interno para apurar os fatos

Após a divulgação de um vídeo em que o juiz Jorge Jansen Counago Novelle, da 15ª Vara Cível do Rio, aparece atirando em direção ao apartamento de um vizinho, a defesa do magistrado afirmou nesta terça-feira (12/6), em nota, que a gravação precisa ser periciada — mas não negou que seu cliente tenha feito o disparo.

O caso ocorreu na madrugada do dia 1º de maio, no bairro de Copacabana. Jansen fala para o vizinho, um médico, com a voz embargada: “Agora eu sou mais maluco que você, tá entendendo? Tu tá me filmando por quê? Tu é bandido. Tu é safado. Tu tá tocando a minha campainha de madrugada. Tu vai me filmar? Tá me ameaçando de alguma p…? Tá me ameaçando, é? Então tome bala”.

De fato, o magistrado atira, mas o médico não é atingido. A polícia investiga o caso. E o Tribunal de Justiça fluminense instaurou um procedimento interno para apurar os fatos.

Na nota, os advogados afirmam que a versão contada pelo médico às autoridades é mentirosa. Dizem ainda que o vizinho é réu em ações penais, que já foi despejado do condomínio por falta de pagamento e que utiliza o imóvel para atos obscenos.

Fonte: conjur

 

Painel Político, é um blog de notícias de Rondônia, com informações sobre política regional, nacional, economia, jurídico e variedades. Siga-nos nas redes sociais, visite-nos diariamente e fique sempre bem informado.

Participe do debate. Deixe seu comentário