Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Juíza e marido promotor sofrem atentado em Rondônia

0

O desembargador Isaías Fonseca, da Comissão de Segurança do Tribunal de Justiça, informou que uma quipe do TJ e do Ministério Público está se deslocando na tarde desta segunda para Pimenta Bueno a fim de acompanhar o caso

A casa da juíza de Direito Keila Alessandra Roeder Rocha de Almeida ,  em Pimenta Bueno, interior de Rondônia, foi alvo de um atentado a bomba na madrugada deste domingo. A magistrada e sua família estavam no imóvel, mas ninguém saiu ferido. O marido da juíza é promotor de justiça.

A bomba provocou danos na casa. O que sobrou do artefato foi recolhido pela perícia. A Polícia Civil investiga o caso.
Nesta segunda-feira, a Associação dos Magistrados de Rondônia emitiu nota de repúdio contra o atentado e de apoio à magistrada.

O vice-presidente da Ameron, desembargador Renato Mimessi, que assina a nota, não quis dar maiores detalhes sobre o fato.

O desembargador Isaías Fonseca, da Comissão de Segurança do Tribunal de Justiça, informou que uma quipe do TJ e do Ministério Público está se deslocando na tarde desta segunda para Pimenta Bueno a fim de acompanhar o caso.

Por enquanto, não se sabe ao certo se o atentado foi contra a magistrada ou o marido dela, que é promotor de Justiça.

Veja a nota da Associação dos Magistrados de Rondônia:

NOTA PÚBLICA DE APOIO E REPÚDIO

A AMERON – ASSOCIAÇÃO DOS MAGISTRADOS DO ESTADO DE RONDÔNIA, vem a público manifestar o irrestrito apoio a Juíza de Direito KEILA ALESSANDRA ROEDER ROCHA DE ALMEIDA, bem como o mais veemente repúdio ao atentado feito na sua casa, na madrugada do dia 03 de maio do corrente, colocando em risco a sua vida e a sua família.

Entendemos esse atentado como uma ação criminosa rasteira, dirigida não só contra a Magistrada, mas sim contra o Poder Judiciário que ela tão bem representa naquela cidade.

Esta Associação coloca-se como porta-voz dos seus associados para garantir a todos os cidadãos rondonienses, que os magistrados deste Estado jamais se acovardarão diante de qualquer ação ameaçadora ou agressiva, de qualquer intensidade, dirigida contra um dos Juízes de Direito, assegurando que estes sempre continuarão, de forma segura e valente, a exercer as funções do seu cargo e bem cumprir a sua missão, que consiste em pacificar os conflitos sociais de forma justa e com a maior rapidez possível, sempre com base na Constituição e nas leis do país, doa a quem doer.

Asseguramos também, não só à Juíza que sofreu o atentado, mas a toda a comunidade, a adoção imediata de todas as providências, junto às instituições deste Estado responsáveis pela segurança pública, para apuração e punição exemplar dos responsáveis por aquele ato abominável.
Porto Velho, 04 de maio de 2015.

Desembargador Renato Martins Mimessi

Vice-Presidente da AMERON

Comentários
Carregando