Juízes auxiliares começam a ouvir delatores da Odebrecht

O processo que corre agora é para que os juízes questionem aos delatores se não houve nenhuma coação por parte dos investigadores do MP.

Depois do anúncio feito pela presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Cármen Lúcia, de que os juízes auxiliares da Corte poderiam dar prosseguimento aos depoimentos da Odebrecht, as delações premiadas voltaram a serem feitas.

De acordo com o G1, o STF voltou a ouvir os 77 executivos da empreiteira, após a morte do relator da Lava Jato, Teori Zavaschi. Essas audiências são requisitos para que as delações possam ser homologadas.

O processo que corre agora é para que os juízes questionem aos delatores se não houve nenhuma coação por parte dos investigadores do MP e, ainda, se as informações foram fornecidas de livre e espontânea vontade.

Fonte: noticiasaominuto

Deixe uma resposta