Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Julian Assange do WikiLeaks teme manobra jurídica para extraditá-lo

0

Os advogados do fundador do site WikiLeaks, Julian Assange, pediram que ele seja interrogado na Embaixada do Equador em Londres sobre as acusações de estupro pela qual ele é acusado por duas mulheres suecas.

Assange está na embaixada desde junho de 2012, temendo que a execução por parte do Reino Unido de um mandando de prisão emitido pela Suécia possa concretizar a sua extradição para os Estados Unidos (EUA), onde corre o risco de uma condenação por espionagem.

Em um artigo publicado no jornal sueco Svenka Dagbladet, os advogados australianos de Assange, Thomas Olsson e Per Samuelsson, criticam em particular a obstinação dos juízes suecos de querer ouvir Assange na Suécia.

O procurador responsável pelo caso, “Marianne Ny, se nega a ir a Londres. Mas além disso, não fez nada. As motivações racionais desta sua passividade são difíceis de enfrentar”, escreveram os advogados.

A defesa cita o Código de procedimento penal, segundo o qual nas investigações preliminares os interrogatórios se desenvolvem “no momento e no lugar na qual se avalia que possam provocar o mínimo de desconforto para a pessoa que deve ser ouvida”.(ANSA)

Comentários
Carregando