Juro do cartão de crédito alcança 419,60 e é o maior em 21 anos

A taxa de juros do cartão de crédito alcançou em fevereiro o maior patamar desde outubro de 1995, com 419,60% ao ano, segundo a Anefac (Associação Nacional de Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade).

O aumento foi de 0,16 ponto percentual no mês e 8,63 pontos no ano, passando de 14,56% ao mês (410,97% ao ano) em janeiro para 14,72% ao mês (419,60% ao ano) em fevereiro.

De acordo com a Anefac, o conjunto de fatores que tem levado as instituições financeiras a aumentarem suas taxas de juros para compensar prováveis perdas com a elevação da inadimplência engloba inflação alta, aumento de impostos e corrosão da renda das famílias pelo juro mais alto. As perspectivas negativas para esses fatores em 2016 e as recentes turbulências política e econômica também pesam.

Linha de crédito  Taxa anual Maior taxa desde:
Cartão de crédito 419,60% outubro de 1995
Cheque especial 255,94% julho de 1999
 Empréstimo pessoal – financeiras 157,47% março de 2012
 Juros comércio 94,49% maio de 2011
 Empréstimo pessoal – bancos 70,17% agosto de 2011
 CDC – bancos – financiamento de automóveis 31,68% julho de 2011

A taxa de juros média geral para pessoa física avançou de 0,10 ponto no mês e 2,72 pontos no ano, passando de de 7,67% ao mês (142,74% ao ano) em janeiro para 7,77% ao mês (145,46% ao ano) em fevereiro, no maior patamar de juros desde fevereiro de 2005.

As informações são de Weruska Goeking/O Financista

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta