Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Juros do cartão de crédito chegam a 459,53%

0

Juros médios cobrados em linhas de crédito pessoal ficaram em 8,20% ao mês, estável em relação ao mês anterior, segundo pesquisa da Anefac

As taxas de juros do cartão de crédito e do cheque especial subiram em novembro, de acordo com pesquisa da Associação Nacional dos Executivos de Finanças (Anefac). As duas linhas são as mais caras do crédito pessoal, com juros anuais de respectivamente 459,53% e 313%.

Em média, as taxas das seis linhas de crédito para pessoas físicas ficaram estáveis no mês de novembro, aponta a Anefac. O juro médio nessas linhas foi de 8,20% ao mês (cerca de 157% ao ano). O resultado ocorreu após as taxas registrarem a primeira queda em dois anos no mês de outubro.

Das seis linhas de crédito de pessoa física pesquisadas, a taxa de juros do CDC-Bancos-Financiamento de veículos ficou igual, as de empréstimo pessoal-bancos e empréstimo pessoal-financeira foram reduzidas e as do comércio, de cartão de crédito rotativo e de cheque especial subiram.
Veja como o ficaram as taxas de juros em novembro:

Crédito para empresas
A taxa de juros média geral para pessoa jurídica teve leve alta de 0,01 ponto percentual no mês, passando de 4,81% ao mês em outubro de 2016 para 4,82% ao mês, em novembro – a maior desde agosto de 2003.
Das três linhas de crédito pesquisadas, duas tiveram suas taxas de juros elevadas no mês (desconto de duplicatas e conta garantida) e uma teve sua taxa de juros reduzida no mês (capital de giro).

O Banco Central reduziu a taxa básica de juros (Selic) em 0,25 ponto percentual na última reunião, no entanto, os reflexos ainda não apareceram. “Com certeza essa queda eventualmente será repassada para as taxas de juros das operações de crédito e será observada na próxima pesquisa de juros, a ser divulgada em janeiro de 2017”, disse o diretor executivo de estudos e pesquisas da Anefac, Miguel José Ribeiro de Oliveira.

Comentários
Carregando