Justiça espanhola nega recurso e abre processo contra Neymar por corrupção

Na sentença, o juiz indica indício de corrupção na transação

A Justiça da Espanha rejeitou os recursos apresentados por Barcelona, Santos, a empresa N & N e a mãe de Neymar depois que o juiz De la Mata ordenou a abertura de uma audiência para a ação movida pela empresa DIS por causa da transferência de Neymar para Barcelona. A informação foi divulgada nesta segunda-feira pelo jornal espanhol Marca.

A decisão do Tribunal é final e, por isso, não cabe recurso. Assim, Barcelona, Santos, a empresa N & N e a mãe de Neymar vão ter de responder na Justiça acusação de fraude na venda do jogador para o clube catalão, em 2013.  A N & N é a empresa da família do jogador, que administra a carreira de Neymar.

A justiça ainda vai julgar os recursos apresentados por Josep Maria Bartomeu, presidente do Barcelona, e o próprio Neymar. O próximo passo será definir a data do julgamento.

Na sentença, o juiz indica indício de corrupção na transação. “Há evidências nítidas de envolvimento criminal na investigação (…) como mais uma peça do suposto complô criminoso frustrado, a partir do qual a alegada contratação ilegal produziu benefícios substanciais para a investigação principal”.

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Participe do debate. Deixe seu comentário