fbpx
Justiça marca data para julgar homem acusado de matar Abla Grassan

Um dos julgamentos mais esperados dos últimos tempos já está com data marcada. No próximo dia 10 estará no banco dos réus do Tribunal do Júri, em Vilhena, o caminhoneiro Fabiano Vergutz, acusado de matar a esposa, Abla Grassan Rahhal da Cunha, em abril do ano passado. O caso é repleto de mistério, com a defesa do suspeito sustentando a tese de que o homicídio foi praticado por outra pessoa.

Logo que o corpo de Abla foi encontrado na residência do casal, no bairro BNH, surgiu a hipótese de suicídio, mas o trabalho da perícia descartou a possibilidade. O acusado admitiu ter discutido com a esposa horas antes da morte dela, e revelou que não passou a noite no interior da residência, pernoitando na cabine do caminhão em que trabalhava, e que estava estacionado em frente à casa. Fabiano teria saído sem entrar no imóvel, e o corpo de Abla foi encontrado por vizinhos, estando pendurado pelo pescoço por uma corda, na varanda da residência.

As investigações levaram a polícia a conseguir a prisão preventiva do acusado ainda no ano passado, e Fabiano está na cadeia desde então, aguardando o julgamento. O crime teve grande repercussão no Estado em virtude da vítima pertencer a uma família tradicional da capital.

Fonte: tudorondonia.com.br

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta