Justiça mineira prossegue na ação contra cunhado de Ana Hickmann

A Justiça determinou o prosseguimento do processo que investiga o homicídio doloso de Gustavo Henrique Bello Correa, cunhado da apresentadora Ana Hickman, contra Rodrigo Augusto de Pádua, de 30, depois de o rapaz tentar assassiná-la no quarto de um hotel na Região Centro-Sul de Belo Horizonte, em 21 de maio do ano passado.

A defesa alega legítima defesa, mas as alegações não foram acatadas pela juíza Âmalin Aziz Sant’ana, responsável pelo processo, que determinou o prosseguimento das investigações do caso. “Afasto, nesse momento, as alegações da Defesa, ratifico o recebimento da denúncia e dou prosseguimento ao feito”, afirmou.

Os advogados alegaram: “Essa era nossa principal tese. Que desde o início foi alegada pelo Gustavo e acatada pelo delegado responsável pelo inquérito. Não há mudança de estratégia. Quem age em legítima defesa não comete crime. Então, não tem porque ser condenado. E por isso, teria o arquivamento do caso”. O advogado afirmou que já esperava a decisão. “A Juíza já tinha nos dito que iria fazer”, completou.

A denúncia é exatamente o oposto do que a Polícia Civil apontou em investigação. Em 17 de junho, o delegado responsável pelo caso, Flávio Grossi, pediu o arquivamento do inquérito alegando que o cunhado da apresentadora teria agido em legítima defesa. Grossi sustentou ainda que o atentado sofrido pela apresentadora foi planejado por Pádua em todos os detalhes, dos locais de abordagem até a escolha da arma do crime.

De acordo com a assessoria de imprensa do Fórum Lafayette, o processo está com vista para o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG). Ana Hickmann preferiu não comentar o assunto.

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta