Laudo sobre morte de menina no RJ é falso

A menina morreu no pátio da escola onde estudava em Acari, Zona Norte do Rio.

Circula desde a tarde deste domingo uma informação de que os tiros que mataram a jovem Maria Eduarda Alves da Conceição, de 13 anos, na quinta-feira, partiram de um fuzil modelo AK-47, que não pertence ao arsenal da policia. A menina morreu no pátio da escola onde estudava em Acari, Zona Norte do Rio, e as publicações creditam a fonte da informação ao laudo que investiga a morte da estudante.

De acordo com a Divisão de Homicídios da Policia Civil, não havia, até a tarde desta segunda-feira, qualquer laudo conclusivo apontando de onde partiram os tiros que mataram Maria Eduarda.

Fonte: extra.globo

 

 

Painel Político, é um blog de notícias de Rondônia, com informações sobre política regional, nacional, economia, jurídico e variedades. Siga-nos nas redes sociais, visite-nos diariamente e fique sempre bem informado.

Participe do debate. Deixe seu comentário