fbpx
Lava Jato faz suas propostas: 4 anos de prisão para Marcelo Odebrecht e multa de R$ 7 bi em leniência

Porém, a defesa de Odebrecht vai tentar reduzir a pena, alegando que ela é muito rígida diante do conteúdo apresentando pelo empresário em seu roteiro para fechar a delação premiada

Como parte das negociações da delação premiada, os investigadores da Lava Jato propuseram a Marcelo Odebrecht que cumpra pena de quatro anos de prisão em regime fechado, informa a Folha de S. Paulo.

Desses quatro anos, um ano e quatro meses seriam abatidos por já terem sido cumpridos pelo ex-presidente da Odebrecht, preso desde junho de 2015 em Curitiba. Porém, a defesa de Odebrecht vai tentar reduzir a pena, alegando que ela é muito rígida diante do conteúdo apresentando pelo empresário em seu roteiro para fechar a delação premiada.

Outros executivos receberam propostas de pena em troca de colaboração; a Odebrecht tenta aprovar acordo de delação para mais de 50 executivos do grupo, entre eles, o expresidente.

Uma multa bilionária também está sendo negociada. O valor deve ser bem superior aos fechados em acordo com a Andrade Gutierrez, de R$ 1 bilhão, e a Camargo Corrêa, de R$ 700 milhões. Segundo reportagem do Valor Econômico desta semana, a Odebrecht deverá pagar multa de mais de R$ 7 bilhões em acordo de leniência.

Painel Político, principal fonte de informações políticas de Rondônia. Com noticiário completo sobre economia, variedades e cultura.

Deixe uma resposta