Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Lei que autoriza DF a pegar empréstimo de US$ 41 milhões para crise hídrica é sancionada

Governo diz que vai aplicar verba em pelo menos duas obras. Lei tem caráter apenas permissivo, dependendo de mais etapas burocráticas.

0

Foi sancionada nesta terça-feira (5) a lei que autoriza o governo do Distrito Federal a assumir um empréstimo de US$ 41,1 milhões – cerca de R$ 130 milhões – para usar em obras contra a crise hídrica. Esta lei permitindo ao GDF assumir a dívida foi aprovada na Câmara Legislativa no fim de outubro.

A ideia é aplicar o dinheiro fazendo obras no Canal do Rodeador, em Brazlândia, no Santos Dumont, em Planaltina. O objetivo é alterar modos de irrigação de agricultores que dependem de captação da água. Também vai ajudar nos projetos de ocupação da orla do Lago Paranoá.

Em entrevista ao G1 em 1º de novembro, o governador Rodrigo Rollemberg afirmou que a previsão é de ter o dinheiro disponível já no começo do ano que vem.

“São R$ 46 milhões só para investir na área rural, sobretudo na de tubulação de canais”, declarou Rollemberg. “Na hora em que você tubula um canal desses, você evita infiltração e evaporação e você controla a quantidade de água que vai pra cada agricultor.”

A lei tem caráter apenas autorizativo. Para que o governo consiga o empréstimo, deve passar por uma série de trâmites burocráticos – incluindo autorização do Senado. A restrição é para evitar desarranjos na balança cambial brasileira como um todo.

O empréstimo deve ser feito ou com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) ou com o Fundo Financeiro para o Desenvolvimento da Bacia do Prata (Fonplata).

Fonte: g1

Comentários
Carregando