Léo Moraes denuncia falta de compromisso da Sejus com professores e  socioeducadores

 

Nesta terça-feira (01), o deputado Léo Moraes (PTB) informou que os professores responsáveis por ministrarem as aulas durante o curso de formação dos agentes penitenciários aprovados no concurso público de 2010, não teriam recebido seus salários.

O curso de formação dos agentes, segundo Léo Moraes, encerrou há cerca de um mês e, até o momento, além da falta de compromisso com os professores, o governo do Estado também não providenciou a homologação da conclusão da academia.

Questões de falta de pagamento também foram relatadas ao deputado por socioeducadores contratados pelo Estado em caráter emergencial. Dispensados para a contratação dos socioeducadores concursados, os trabalhadores estariam sem receber os acertos rescisórios e garantias trabalhistas há quatro meses.

“O pior é que disseram que quando retirassem os emergenciais, dariam posse aos aprovados, mas isso não aconteceu”, ressaltou o deputado que disse acreditar ser de extrema importância a posse imediata dos aprovados, porém, a demanda necessita da permanência também dos emergenciais.

Léo Moraes afirmou que tanto a falta de compromisso do Poder Executivo, através da Secretaria de Estado de Justiça (Sejus), com os professores do curso de formação, com os socioeducadores emergencias e a não homologação da conclusão da academia, serão assuntos que ele fará questão de acompanhar de perto e cobrar para que sejam sanados.

“Parece que a cada dia a Sejus faz questão de errar mais. Só nos resta cobrar ainda mais e discutir outras questões como o Plano de Cargos, Carreira e Salários (PCCS). Estamos atentos”, ressaltou o deputado Léo Moraes.

Painel Político, principal fonte de informações políticas de Rondônia. Com noticiário completo sobre economia, variedades e cultura.

Participe do debate. Deixe seu comentário