Levandowski suspende eleições diretas suplementares para governo do Amazonas

O ministro do tribunal superior eleitoral Ricardo Levandowski concedeu liminar que suspendeu as eleições diretas para o governo do Amazonas marcadas para o dia 6 de agosto.

A ação foi proposta pelo ex-vice-governador do estado José Henrique Oliveira. Ele e o ex-governador José Mello tiveram os diplomas cassados pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Amazonas, por compra de votos nas eleições de 2014, decisão confirmada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Eles tiveram que deixar os cargos, e foi estabelecida a realização de eleições diretas, e Davi Almeida, presidente da Assembleia Legislativa, assumiu como governador.

Na decisão, Levandowski alega que o TSE deveria ter esgotado a análise dos recursos antes de determinar nova eleição e reforça que a suspensão vale até o julgamento dos recursos. O TRE do Amazonas ainda não foi notificado da decisão de o Supremo apesar do pedido de urgência do ministro Levandowski.

EBC

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta