Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Liberada verba para centro de saúde em Ji-Paraná

0

Recursos foram liberados pelo Ministério da Saúde para construção do Centro Especializado em Reabilitação (CER), em Ji-Paraná. A obra, orçada em R$ 4 milhões, teve 10% do valor liberado, cerca de R$ 400 mil. A previsão do prefeito Jesualdo Pires é que o projeto seja licitado em no máximo 90 dias e construído anexo a Fundação Nacional de Saúde (Funasa), antigo prédio da Sucam.

O layout já foi apresentado pelo chefe do Executivo e publicado nas redes sociais. A obra será construída em uma área de 2 mil metros quadrados com estrutura para prestar serviços especializados em reabilitação auditiva, física, intelectual, visual, ostomia e em múltiplas deficiências, sendo estratégicos no processo de reabilitação para pessoas com deficiência temporária ou permanente; progressiva, regressiva, ou estável; intermitente ou contínua.

“Vamos conseguir com esse centro atender toda a demanda que temos no Centro de Fisioterapia do L-1 Maringa que é muito pequeno, e não atende toda nossas necessidades. Teremos aqui um centro nível três, uma referência para nossa região”, ressaltou Jesualdo Pires, prefeito, que explicou que a criação do Centro de Autismo em Ji-Paraná foi decisiva para implantação do CER.

A unidade implantada, em Ji-Paraná será equipada com equipamentos modernos e os seguintes profissionais: médicos, fisioterapeutas, fonoaudiólogos, terapeuta ocupacional, assistente social e enfermeiro. Com o objetivo de garantir a habilitação e reabilitação para o desenvolvimento de habilidades funcionais de pessoas com deficiência, para promover sua autonomia e independência.

“O nosso Centro de Fisioterapia vai receber investimento expressivo, na qual iremos triplicar o espaço físico para melhorar atendimento à população, incluindo a construção de uma piscina térmica e melhorar o aproveitamento desse espaço. Um projeto amplo que culminará na implantação do Centro de Referência”, ressaltou Renato Fuverk, secretário de Saúde. A fisioterapia consiste em restaurar os movimentos e funções comprometidas por uma doença ou acidente, diminuindo processos inflamatórios, evitando dores, bem como a recuperação em fase pós-operatória. A estrutura na unidade esbarra na falta de equipamentos e reforço no quadro funcional, são somente quatro profissionais para atender uma demanda de quase 14 cidades.

“Os médicos estão tendo cada vez mais a consciência da importância da fisioterapia no tratamento e na prevenção de patologias. Com esses recursos que serão aplicados a tendência é melhorar ainda mais as ações”, afirmou Rosimeire Martimiano, fisioterapeuta.

Fonte: Diário da Amazônia

Comentários
Carregando