Lindomar Garçon é o novo coordenador da bancada federal

O deputado federal Lindomar Garçon (PRB) é o novo coordenador da bancada federal de Rondônia no Congresso Nacional. Ele substitui Nilton Capixaba (PTB) que comandou o grupo por dois anos consecutivos e queria ter continuado, exceto por uma “rebelião” dos parlamentares.

O grupo não estava gostando da forma como Capixaba vinha trabalhando a divulgação e condução das emendas de bancada. Como alguns parlamentares tem problemas com outros (do tipo fulano não vota em cicrano, e cicrano não vota em beltrano), sobrou para Garçon.

Ao ser questionado por PAINEL POLÍTICO nesta terça-feira sobre o que vai mudar, Lindomar disse que “tudo que chegar será liberado imediatamente”. Não entendeu? Eu explico com um exemplo prático. Em breve deve aportar em Porto Velho equipamentos para algumas unidades hospitalares que foram comprados com recursos de emenda da bancada. A idéia de Capixaba era fazer uma carreata, com direito a carro de som e discursos. Agora isso não vai mais acontecer, segundo Garçon, “chegou, liberou e pronto”, declarou.

Segundo ele, “a bancada prefere assim, já que todos estão trabalhando em prol da população que quer serviço, e não discurso”.

A primeira reunião com o novo coordenador deve acontecer entre hoje (20) ou amanhã.

A bancada é formada pelos oito deputados federais (Marinha Raupp, Luiz Cláudio, Marcos Rogério, Expedito Netto, Mariana Carvalho, Lúcio Mosquini, Nilton Capixaba e Lindomar Garçon) e pelos três senadores (Ivo Cassol, Valdir Raupp e Acir Gurgacz).

Para entender, existem dois tipos de emenda: as emendas individuais e as emendas coletivas.

As emendas individuais são propostas feitas por cada Deputado Federal ou Senador para o orçamento do governo federal.

Assim, cada parlamentar pode financiar uma obra ou projeto público no seu estado. Eles podem, por exemplo, financiar a compra de mais ambulâncias!

O mais comum é que as emendas beneficiem as bases eleitorais dos parlamentares, ou seja, a localidade onde vivem os eleitores que eles representam.

Além das emendas individuais, existem as chamadas emendas coletivas.

Ao contrário das emendas individuais, as emendas coletivas são apresentadas por grupos de parlamentares.

Existem dois tipos de emenda coletiva, dependendo de qual grupo de parlamentares fez a proposta: elas podem ser emendas de bancada ou emendas de comissão.

Quanto às emendas de bancada, a “bancada” do seu nome se refere às bancadas estaduais do Congresso.

Elas são apresentadas por Deputados e Senadores do mesmo estado, independentemente dos seus partidos políticos, para financiar conjuntamente obras e projetos que beneficiem a população local.

As emendas de comissão são apresentadas pelas comissões permanentes do Congresso, as quais são grupos de parlamentares que discutem certos temas específicos.

Assim, as emendas de comissão são comumente destinadas para áreas importantes, como educação e saúde.

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta