Livros na caçamba seriam de faculdade particular

Defensor público explicou que a defensoria não possui contrato para compra de livros

O defensor público Marcus Edson de Lima explicou que os livros que estavam em uma lixeira próximo à Defensoria Públicade Rondônia na verdade pertencem à uma faculdade particular, e que o órgão não tem contratos para compra de livros.

Segundo ele, em postagem em seu Facebook, “quem mandou as fotos não teve o trabalho de verificar que o destinatário das caixas, que é a faculdade Ulbra, faz o que vem entender com o patrimônio privado”.

Ele também informou que a defensoria não possui qualquer contrato de compra de vade mecuns.

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta