Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Lula está virando uma caricatura de si mesmo ao insistir em candidatura

0

PT precisa se reinventar e construir uma nova história a partir da Lava-Jato

São incontestáveis os avanços que foram feitos na área social durante os oito anos em que Lula governou o Brasil. A expansão de programas de distribuição de renda como bolsa-família, o acesso facilitado ao ensino superior pelas classes menos favorecidas, programas de habitação como Minha Casa Minha Vida, fizeram Lula se manter com a popularidade que ainda o cacifa para uma disputa presidencial em 2018.

Porém, deslizes cometidos por petistas deslumbrados durante o período de “vacas gordas”, que se lambuzaram em esquemas como mensalão, petrolão e outras lamas por onde nadavam de braçada as legendas das velhas raposas, como PMDB, PP e PSDB, destruíram qualquer possibilidade de Lula vir a ser eleito em 2018, isso sem contar as escorregadas do próprio, com triplex, sítio, palestras e outros favores de empreiteiros que deveria ter sido presos há muito tempo.

Assisti a entrevista de Lula à TVE da Bahia durante sua caravana pelo nordeste. O discurso é o mesmo, amparado pelas conquistas de seu governo, mas isso é passado. O povo perdeu a confiança em Lula que antes era imaculado, agora, apesar dos 32% que detém em pesquisas de opinião, o eleitor olha de soslaio, sem saber o que poderá acontecer caso ele seja eleito novamente. Temem uma “venezuelização” do Brasil, aliado a isso temos o crescimento do discurso de ódio que teve início lá nos primeiros anos do governo do PT e foi reforçado com o passar dos anos. E quando se fala em ódio, a direita hidrófoba ganha disparado, tanto no discurso quanto nas ações.

Durante a entrevista, Lula teceu críticas à Lava-Jato, que claro, também tem seus pecados, mas expôs ao país velhos esquemas comandados por empresas que operavam à décadas nas sombras, enriquecendo seus proprietários e políticos corruptos. Críticas à operação podem e devem ser feitas, mas ela não é a única culpada pelo cenário político atual.

Já Lula é culpado por ter nos deixado à mercê de Dilma Rousseff, uma pessoa que claramente tinha problemas em dialogar, tanto com o Congresso quanto com a população. É culpado por ter deixado o PT mergulhar de cabeça no lamaçal e ter tirado do povo brasileiro aquilo que ele afirmou que daria, a esperança que venceria o medo. Com tudo que aconteceu ao longo desses anos o brasileiro não perdeu apenas a esperança, perdeu a dignidade, perdeu o emprego, o orgulho de ser um país que caminhava a passos largos para liderar a América Latina.

Estamos voltando à condição de colônia subdesenvolvida, e essa culpa é do Lula. Ao ver a entrevista, a sensação que se tem é de ver um moribundo, que tenta se manter vivo. Melhor se recolher, uma dia o Brasil vai se recuperar desse trauma, de assombração, basta as do PMDB.

Abaixo a entrevista:

 

Comentários
Carregando