fbpx
Madeira perde espaço para a pecuária em Rondônia

Em 2013, Rondônia foi responsável por quase 9% de toda carne bovina exportada pelo Brasil, e 70% do que foi abatido no Estado embarcou para 33 países.

As condições climáticas favoráveis à criação, terra mais acessível e declarada livre de aftosa, com vacinação desde 2003, Rondônia consolidou-se na última década como um novo polo de investimento do setor de carne.

Há hoje no Estado 20 estabelecimentos frigoríficos, que passam por inspeção federal – a maior parte com habilitação para exportar, e um rebanho que deve ultrapassar novamente neste ano 12 milhões de cabeças.

A madeira perdeu espaço para a pecuária. Quase 40% do Produto Interno Bruto de Rondônia depende hoje da atividade. Com abertura do mercado externo, grandes frigoríficos como JBS, Minerva e Marfrig entraram na região, em muitos casos comprando unidades locais.

Painel Político, principal fonte de informações políticas de Rondônia. Com noticiário completo sobre economia, variedades e cultura.

Deixe uma resposta