Madrasta condenada pela morte de Isabella Nardoni pede benefício de regime semiaberto

Condenada pela morte de Isabella Nardoni, Anna Jatobá pede para ir ao semiaberto

Condenada pela morte da entenada Isabella Nardoni, em 2008, Anna Carolina Jabotá pediu à Justiça para progredir para o regime semiaberto. Segundo reportagem do “Fantástico” deste domingo, a madrasta da menina apresentou a solicitação em abril e se submeteu a uma perícia para avaliar suas condições de voltar à sociedade. A direção da penitenciária de Tremembé, no interior de São Paulo, recomendou que ela receba o benefício. A decisão da Justiça deve ser divulgada em dez dias.

Na avaliação da perícia, concluída na semana passada, uma psicóloga afirma que, neste momento, a chance de Anna Carolina – condenada a 26 anos e nove meses de prisão em regime fechado – cometer crimes novamente “é nula”. A direção do presídio afirma ainda que a madrasta de Isabella cumpre suas tarefas dentro da prisão de maneira satisfatória e nunca cometeu infrações disciplinares na cadeia. Durante conversa com um assistente social, Anna Carolina voltou a negar ter cometido o crime:

“Não me sinto culpada nem arrependida, porque sou inocente”.

Caso consiga o benefício, Anna Carolina pode sair da prisão durante o dia para trabalhar. Aos profissionais que elaboraram o laudo criminológico, ela avaliou sua experiência no cárcere:

“Aprendi muito nesses 9 anos”, teria dito a um dos profissionais responsáveis por sua avaliação.

Anna Carolina afirmou ainda que deseja continuar seu casamento com Alexandre Nardoni, pai de Isabella. Ela fez cursos profissionalizantes de panificação e eletricista na prisão, e hoje trabalha na oficina. Já Alexandre Nardoni foi condenado a mais de 30 anos de prisão. Ele trabalha consertando cadeiras escolares e só teria direito a solicitar a progressão de regime em julho de 2019.

O CASO ISABELLA NARDONI

Isabella Nardoni caiu do sexto andar do Edifício London, na Zona Norte de São Paulo, em março de 2008, morrendo na hora. Apesar de Alexandre e Anna Carolina sustentarem que a menina caiu sozinha pela janela, uma perícia realizada no apartamento do casal revelou indícios de que a tela da janela teria sido cortada propositalmente, além de ter encontrado resíduos de sangue no local.

Após a mãe de Isabella prestar depoimento, a Justiça acatou o pedido de prisão do pai e da madrasta no dia 2 de abril. Ambos se entregaram no dia seguinte.

Após um julgamento que despertou atenção em todo o país, Alexandre e Anna Carolina foram condenados por homicídio doloso no dia 27 de março de 2010.

Deixe sua opinião via Facebook abaixo!
Anterior «
Próximo »

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

  • twitter
  • googleplus

Deixe uma resposta

Direto de Brasília