Madrugada de terror: Criminosos explodem agência do BRB e atiram nas ruas de Luziânia

PM apreendeu carro usado no crime, armas, drogas e R$ 3 mil em uma casa

Um grupo de criminosos explodiram uma agência do Banco de Brasília (BRB) nesta quarta-feira (1º) em Luziânia, no Entorno do Distrito Federal. Em um vídeo feito por um morador da cidade é possível ouvir o grupo atirando durante a fuga (veja acima). De acordo com a Polícia Militar, a corporação conseguiu apreender armas, drogas e um colete a prova de balas, além do carro utilizado pelos suspeitos.

Segundo o subtenente Raimundo de Moraes Pereira Filho, a população ficou assustada e muitas pessoas saíram para a rua para ver o que estava acontecendo. “Nós saímos ouvindo vários moradores para tentar identificar, ter alguma pista dos autores. A partir daí localizamos uma casa para onde eles foram logo após o ataque. Quando chegamos, eles já tinham fugido, deixando o carro e parte do material usado para o atentado ao banco”, disse.

O assalto aconteceu por volta das 4h desta quarta-feira em uma agência que fica no Centro da cidade. De acordo com testemunhas, foram quatro explosões.O teto do local cedeu com a ação dos criminosos.  Na gravação feita por um morador é possível ouvir vários tiros e ver o momento em que o grupo foge em um carro preto.

Após o ataque, o Batalhão de Choque da PM foi acionado e conseguiu identificar uma casa, no Residencial JK, onde a quadrilha deixou o carro, três armas, drogas e R$ 3 mil reais em espécie. “A gente acredita que estas armas podem ter sido utilizadas no crime”, disse o subtenente.

Segundo ele, a área foi isolada para que a Polícia Técnico-Científica possa realizar a perícia e PM continua fazendo buscas na região em busca de suspeitos.

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta