Mãe que tatuou bebê e tentou remover desenho com produto químico é presa

A mãe que tatuou e abandonou o próprio filho de um ano e oito meses em Betim, na região metropolitana de Belo Horizonte, foi presa, neste sábado (29), Luciene Ramos Campos Amaral, de 27 anos, foi será apresentada pela PC na tarde desta segunda-feira (31).

O caso foi registrado no último dia 20, quando a criança foi deixada pela mãe na casa da avó paterna, que levou o neto até a UAI (Unidade de Atendimento Imediato Guanabara) ao perceber que ele estava bastante machucado.

De acordo com a PM, após fazer a tatuagem de coração com as iniciais Y.A.S, Luciene tentou tirar o desenho com removedor de tinta e causou uma grande ferida na perna do garoto, que passou mal. O menino chegou à UAI chorando muito, quando funcionários o examinaram e acionaram a PM. Na mesma data, a PC abriu inquérito para apurar o caso e intimou a mãe para depor, mas ela não apareceu.

Na última semana, o bebê foi entregue à família substituta após receber alta da UAI. A criança ficou cinco dias internada e saiu na segunda-feira (24).

Muryllo F. Bastos é advogado, editor do site e Painel Político. Natural de Vilhena.

Deixe uma resposta