Economia

Maiores fortunas do Brasil perdem US$ 6,2 bi com crise de Temer

Maiores fortunas do Brasil perdem US$ 6,2 bi com crise de Temer

A nova crise política no Brasil esmagou o valor de ativos brasileiros e custou às dezesseis pessoas mais ricas do país US$ 6,2 bilhões na quinta-feira, de acordo com o Índice Bloomberg Billionaires.

Ações, títulos e o real caíram após o jornal O Globo ter noticiado suposto aval de Michel Temer para compra do silêncio de Eduardo Cunha.

(Bloomberg) (Bloomberg)

O Ibovespa caiu 8,8 por cento e o real teve a maior queda desde 2008. A queda reduziu os ganhos acumulados no ano dos dezesseis bilionários de 15,8 por cento na terça-feira para 10,6 por cento. Apesar da crise, Temer disse em pronunciamento que não vai renunciar.

O bilionário Joseph Safra, fundador do Banco Safra, sofreu a maior perda, de mais de US$ 1 bilhão. Jorge Lemann, a pessoa mais rica do Brasil e um dos três parceiros bilionários por trás da empresa de private equity 3G Capital, perdeu US$ 930 milhões.

Juntos, os bilionários por trás da 3G, que controla a maior cervejaria do mundo, a Anheuser-Busch InBev NV, perderam um total combinado de US$ 1,8 bilhão.

O único bilionário brasileiro que teve aumento no patrimônio líquido na quinta-feira foi o co-fundador do Facebook, Eduardo Saverin, que adicionou US$ 159 milhões com a alta de 1,9 por cento das ações da empresa.

O índice Bloomberg é um ranking diário das 500 pessoas mais ricas do mundo, que possuem US$ 4,8 trilhões.

Fonte: exame.com

Deixe sua opinião via Facebook abaixo!
Next article Filmado recebendo mala de dinheiro, deputado Rocha Loures chega ao Brasil
Previous article China intercepta avião militar dos EUA em águas internacionais

Related posts

0 Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Você pode ser o primeiro a comentar esta postagem postar comentário!

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta