Manifestação contra corrupção reuniu 10 mil pessoas em Porto Velho, diz PM

A manifestação contra a corrupção e o governo da presidente Dilma Rousseff em Porto Velho iniciou por volta das 16h (horário local), no Espaço Alternativo. Segundo Dani Bueno, um dos organizadores do ato, a manifestação tem três principais objetivos: apoiar a Operação Lava Jato, que o Congresso Nacional aceite o impeachment contra Dilma e o fim dos políticos corruptos.

De acordo com a organização, o protesto na capital teve a participação de 10 mil pessoas. O comandante Almeida, do 5º Batalhão, confirmou que a manifestação no Espaço Alternativo reuniu 10 mil pessoas.

No início do ato político, um grupo de 30 motociclistas realizaram um ‘bozinaço’. Em seguida, foi cantado o hino nacional brasileiro, e o microfone do carro de som foi disponibilizado para os populares.

pvh2

Um manifestante estava fantasiado de Lula como presidiário. Ele fez questão de frisar que é contrário à corrupção e a favor da prisão do ex-presidente da república, investigado pelo Ministério Público de São Paulo.

Já conforme Bueno, o protesto na capital de Rondônia apoia a Operação Lava Jato e pede que o Congresso Nacional aceite o pedido de impeachment da presidente Dilma Roussef e que a população se conscientize para que, durante as eleições, políticos corruptos não sejam eleitos. “Não vamos mais tolerar toda esta corrupção e nem a continuidade de políticos corruptos que ficam afrontando e manipulando a população”, declarou.

Durante a ação, integrantes do Grande Loja Maçônica de Rondônia (Glomaron) aproveitaram a oportunidade para recolher assinaturas para um projeto de lei de iniciativa popular. Antônio Cosme Pereira explica que quanto mais assinaturas, melhor.

“A ideia é um projeto de lei para aumentar o rigor das penas para os crimes de corrupção, torna-lo hediondo. As 27 lojas maçônicas de todo o país estão com metas para alcançar determinado número de assinaturas, e estamos confiantes”, explica.

Aposentados, jovens e crianças estão participando do ato com cartazes e faixas. A maioria vestidos com roupas nas cores da bandeira do Brasil.

As informações são do G1

 

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta