Maria, José e Ana são os nomes mais usados no Brasil, diz IBGE

Baseado no Censo de 2010, o levantamento compilou 130.348 nomes, durante as entrevistas em domicílios

Um levantamento inédito do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) revela que o nome próprio mais comum no Brasil é Maria. Segundo o órgão, 11,7 milhões de brasileiras tem esse nome. É mais que o dobro de pessoas chamadas José, o nome de 5,7 milhões de homens brasileiros. A informação é do Projeto Nomes no Brasil, divulgado pelo Instituto nesta quarta-feira (27).

Baseado no Censo de 2010, o levantamento compilou 130.348 nomes diferentes, durante as entrevistas em domicílios, sendo a maioria nomes de mulheres: 72.814 – que representam mais da metade da população do país. O terceiro nome mais comum no país também é de mulher: Ana.

A compilação do IBGE revela, por meio de gráficos, os nomes mais frequentes por décadas de nascimento desde 1930, permitindo saber quais entraram e saíram de moda em cada período da história. Os gráficos apontam que os nomes Maria e Ana, por exemplo, mantiveram a popularidade em todas as décadas desde o início do levantamento.

O legal é que no site do projeto, você pode fazer o levantamento e descobrir, por exemplo, quantas pessoas usam o mesmo nome que o seu. Os dados são por região e registram o uso desde os anos 1930.  O do nosso editor, por exemplo, Alan, em 1930 haviam 130 pessoas registradas com esse nome, nos anos 90 esse número saltou para 79.714 e caiu 57.730 nos anos 2000.

News Reporter
Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta