Mário André é preso, de novo; dessa vez em Brasília

O sobrinho do dono do jornal “O Estadão do Norte”, Mário André Calixto Neto (Diretor geral da empresa), foi preso nas primeiras horas da manhã desta terça-feira (12), na sua residência onde está morando em Brasília- DF, em cumprimento de mandado de prisão executado durante operação “Ardina”, da Polícia Civil e GAECO (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado) do Ministério Público de Rondônia.

[su_frame align=”right”] [/su_frame]Mário André vai ser oitivado por meio de vídeoconferência, junto à promotoria do MP-RO. Com mais está, soma-se em pelo menos quatro os número de prisões de Mário André, o homem que era o mandatário da empresa de comunicação do tio, Mário Calixto Filho, que é considerado pela Justiça brasileira foragido da Justiça.

Mario Calixto estava vivendo na Bolívia, onde vivia na condição de refugiado político e foi expulso do país, após perder o visto de permanência, quando deixou de pagar propina a autoridades bolivianas. Há indícios que o foragido esteja escondido no Brasil e pode ser preso a qualquer momento.

A irmã de Mario Calixto, Marilia Calixto também foi presa. A acusada era responsável pelo setor financeiro da empresa.

Esta foi a terceira vez que Mário André foi preso. A primeira foi na Operação Termópilas (2011) que investigava desvio de recursos públicos  em Rondônia. Ele foi acusado de formação de quadrilha. Na época Mário André atuava junto ao Detran, cobrando pagamentos para empresas envolvidas em desvios. Ele também foi preso em uma operação que investigou a produção de dinheiro falso em Rondônia e dessa vez por fraudes a documentos. Por ocasião de sua segunda prisão, ele mudou para Brasília.

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta