Maurão quer cobertura em veículos e objetos de leilões, para evitar do aedes aegypti

 

 

Ao tomar conhecimento, através da imprensa, de que muitos locais que armazenam veículos e objetos destinados a leilões, acabaram se tornando focos de reprodução do mosquito aedes aegypti, transmissor da dengue, do zika vírus e da febre chikungunya, o presidente da Assembleia Legislativa, Maurão de Carvalho, apresentou projeto de lei que obriga a instalação de cobertura nesses ambientes.

O projeto prevê que empresas públicas ou privadas, detentoras da propriedade ou do uso da área para leilões, estariam obrigadas a instalar a devida cobertura.

“Vivemos um momento de guerra contra o mosquito aedes aegypti e temos que combatê-lo de todas as formas. Locais que abrigam veículos à espera do leilão acabam se transformando em um ambiente ideal para o inseto se desenvolver”, disse Maurão.

Segundo o parlamentar, com os automóveis e outros equipamentos depositados a céu aberto, a água acumulada nesses objetos aumenta o risco do espaço tornar-se um grande criadouro.

“Cada ação que possamos tomar para diminuir os focos, reduzir os riscos de infestação do mosquito e a consequente contaminação das pessoas, é fundamental e urgente”, completou Maurão.

O presidente reforçou o pedido para que toda a sociedade siga vigilante, combatendo os possíveis locais de proliferação do mosquito, principalmente nas residências. “É uma luta de todos, que não podemos recuar. Vamos seguir juntos, contra esse inseto que pode causar tanto mal à saúde da população”.

Painel Político, principal fonte de informações políticas de Rondônia. Com noticiário completo sobre economia, variedades e cultura.

Deixe uma resposta