Maurão se reúne com empresário sul-coreano, que mostra interesse em investir em Rondônia

Comitiva de Rondônia esteve no país asiático, que estuda negócios no Estado

Com as finanças equilibradas e um cenário político favorável, ao contrário da maioria das demais unidades da federação, Rondônia tem atraído o interesse de investidores nacionais e internacionais, de olho em seu potencial produtivo.

Nesta semana, o presidente da Assembleia Legislativa, Maurão de Carvalho (PMDB), se reuniu em seu gabinete com o empresário sul-coreano Marcelo Lee, da empresa Rok Gear Brasil, que estuda trazer investimentos de empresa do país asiático para Rondônia.

“Na semana passada, acompanhei representantes de um grupo empresarial chinês, que deverá investir na construção de um shopping popular e numa Ceasa em Porto Velho. Agora, nos encontramos com investidor sul-coreano, que está da mesma forma interessado em montar negócios no Estado. Isso mostra que somos um mercado viável para investimentos”, destacou Maurão.

Acompanhado do superintendente de Indústria e Comércio de Rondônia (Suder), Basílio Leandro, e do vice-prefeito de Espigão do Oeste, Waltinho Lara (PSDB), Lee que reside há anos em São Paulo, mostrou ao parlamentar que a intenção é estreitar as relações comerciais com Rondônia, inclusive com a instalação de empresas na área de tecnologia.

“Há menos de um mês, estive com o vice-governador Daniel Pereira (PSB), na Coréia do Sul, quando firmamos cinco protocolos de intenções comerciais com empresários daquele país. A visita do Lee é mais uma etapa dessa aproximação com o país asiático”, disse Basílio.

Waltinho Lara acompanha a chegada dos sul-coreanos em Rondônia, já que foi na feira agropecuária de Espigão que houve o primeiro contato. “Temos um frigorífico de frangos em Espigão, que poderá vir a exportar para a Coréia do Sul. Há ainda interesses em outros produtos da nossa região”, completou o vice-prefeito.

Embora seja um mercado consumidor bastante exigente, a expectativa das autoridades rondonienses é de que produtos como a carne bovina, o frango, o açaí, a madeira, o café, entre outros, possam ingressar na Coréia do Sul.

Painel Político, principal fonte de informações políticas de Rondônia. Com noticiário completo sobre economia, variedades e cultura.

Deixe uma resposta