Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

MEC abre processo administrativo contra FIMCA e seu curso de medicina

0

A Secretaria de Regulação e Supervisão da Educação Superior do Ministério da Educação (MEC) instaurou um processo administrativo contra as Faculdades Integradas Aparício Carvalho (FIMCA), que mantém unidade de ensino no município de Vilhena.

De acordo com a portaria número 113, datada do dia 5 de abril de 2016, o MEC consolida a instauração do processo administrativo para aplicação de penalidade ao curso de Medicina oferecido pela instituição de ensino superior, na capital.

O Ministério da Educação vem “apertando” as instituições, tanto públicas quanto provadas, em relação à qualidade do ensino oferecido. Para tanto, criou o Índice Geral de Cursos (IGC) para medir o nível de qualidade das faculdades, universidades e institutos técnicos entre outros.

É bem fácil achar as listas das piores faculdades apontadas pelo MEC, e em Rondônia há diversas listadas. Entre elas a própria FIMCA, que teve rendimento baixo em 17 cursos oferecidos, além da Faculdade da Amazônia (FAMA).

O IGC é classificado de 1 a 5 e as faculdades que apresentam notas abaixo de um, têm suspensão dos direitos de ensino. As duas instituições Rondonienses conquistaram apenas dois pontos nas avaliações. O site deixa espaço à disposição dos gestores da instituição para eventuais esclarecimentos.

Texto: Extra de Rondônia

Comentários
Carregando