Médico baiano morre durante visita a vulcão no Deserto do Atacama

O médico cardiologista André Luis Andrade de Oliveira, de 49 anos, morreu durante um passeio no Deserto do Atacama, no Chile. O fato aconteceu na última segunda-feira, 13 – quando ele visitava um vulcão com mais de 5 mil metros de altura -, e foi confirmado nesta quarta, 15, pelo Conselho Regional de Medicina do Estado da Bahia (Cremeb), que lamentou o ocorrido.

De acordo com o Cremeb, André estava com a esposa, a também cardiologista Patrícia Vieira, e um grupo de turistas durante a subida do vulcão Láscar, na região de Antofagasta, quando sofreu uma parada cardíaca e morreu no local.

Segundo informações divulgadas pela imprensa chilena, a polícia de fronteira de Toconao coordenou a operação de resgate com a 2ª delegacia de polícia de San Pedro de Atacama, encontrando o médico já sem sinais vitais. O corpo de André aguarda o processo de repatriação e ainda não há data confirmada para o sepultamento.

Formado pela Universidade Federal da Bahia (UFBA) em 1991, André trabalhava no Hospital Português, Santa Izabel e Centro de Referência em Cardiologia da Prefeitura Municipal de Salvador. Ele deixa dois filhos.

“No trabalho em Emergências e UTIs era admirado pela disposição e tranquilidade com que lidava com pacientes ansiosos ou com doenças graves. Na vida social, sempre uma pessoa alegre e que irradiava otimismo. Com uma vitalidade transbordante, aproveitava cada momento, com a leveza de quem não tinha medo da morte”, declarou o conselheiro e vice-presidente do Cremeb, Julio Braga, que também era amigo do médico.

Fonte: atarde.uol

 

Painel Político, é um blog de notícias de Rondônia, com informações sobre política regional, nacional, economia, jurídico e variedades. Siga-nos nas redes sociais, visite-nos diariamente e fique sempre bem informado.

Deixe uma resposta