Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Médicos são homenageados na Câmara Municipal pelo pioneirismo

0

A Câmara de Vereadores de Porto Velho prestou homenagem aos médicos da capital, em sessão solene na tarde desta terça-feira, 5, com outorga de Moção de Aplauso aos profissionais que se dedicam à medicina há mais de 20 anos, seja no setor público ou privado. Ao todo, 21 médicos foram homenageados com recebimento das moções. Iniciativa do médico e vereador Macário Barros, a homenagem é uma alusão ao Dia do Médico (comemorado em 18 de outubro), e foi aprovada em 8 de outubro, mas não conseguiu ser incluída na pauta, até este dia 4 de novembro.

O vereador Macário Barros, que além de parlamentar é médico dermatologista, autor da proposta de Moção de Aplauso, por iniciativa da presidência da casa de leis, foi um dos homenageados. Em seu discurso, Macário destacou o trabalho dos médicos e falou das dificuldades enfrentadas pelos pioneiros. “Se hoje está difícil, devemos lembrar que antes o ato médico foi ainda mais desafiador”.

O vereador Alan Queiroz, presidente da Câmara, também cumprimentou os médicos e realçou a importância de o governo e das prefeituras investirem no aparelhamento do setor da Saúde e na maior valorização dos profissionais que atuam, sobretudo, no interior.

Conselheiro federal do CRM-RO e tesoureiro do Conselho Federal de Medicina (CFM), José Hiran Gallo, que foi um dos homenageados na solenidade. Ele agradeceu aos vereadores e fez um pedido em nome da população: “como legítimos representantes do povo, vocês (vereadores) devem estar atentos aos problemas do Município, inclusive na Saúde, para poder verdadeiramente defender os interesses de quem realmente carece de defesa”.

Hiran Gallo criticou ainda o programa “Mais Médicos”, do Governo Federal, classificando-o de “ação eleitoreira e demagógica”. “Não adianta colocar médicos nos postos de saúde se não oferecer condições para que os profissionais atuem. Temos que ver que quase nenhum município em Rondônia dispõe de medicina preventiva adequada, o povo muitas vezes precisa recorrer ao Ministério Público para ter acesso a exames simples”, asseverou.

O médico e ex vice-governador Aparício Carvalho, presidente provisório do Conselho Regional de Medicina, complementou o discurso de Hiran Gallo, destacando o que ele chamou de inércia do governo ante às carências do sistema de saúde. “A Saúde não é devidamente aparelhada, o que vemos é a negligência do executivo e de muitos legisladores ante os problemas que se refletem na população”.

Comentários
Carregando