Menina de 10 anos é encontrada desacordada na rua após sofrer estupro

Criança disse que estava na casa de uma amiga, onde ingeriu bebida alcoólica, e não se lembra mais de nada. Moradora que retornava da igreja encontrou a menina desacordada

Uma menina de 10 anos foi encontrada desacordada na rua depois de supostamente ter sido vítima de estupro, neste final de semana na região de Barra do Bugres, a 169 km de Cuiabá (MT). De acordo com o Conselho Tutelar, uma idosa que retornava da igreja e chegava em casa encontrou a menina caída na rua e pediu o socorro. Um boletim de ocorrência foi registrado pela Polícia Militar e o caso será investigado pela Polícia Civil de Barra do Bugres.

A menina foi localizada por volta de 23h [horário de Mato Grosso] no sábado (29). Segundo a PM, uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi chamada e levou a criança até o Pronto Atendimento de Barra do Bugres. A médica que estava de plantão relatou aos policiais que a menina apresentava sangramento no órgãos sexuais, possivelmente de uma violência sexual, e também estava com lesões na boca.

A criança disse à equipe médica que estava na casa de uma amiga e teria ingerido bebida alcoólica. No entanto, a vítima não soube dizer como chegou até o local onde foi encontrada desacordada.

O Conselho Tutelar afirmou que localizou a mãe da menina e fez uma visita na casa da família, nesta segunda-feira (31). A criança não quis conversar e nem explicou para a mãe o que havia acontecido, apenas disse que estava na casa da amiga. Ela deve fazer um exame de corpo de delito nesta tarde em Tangará da Serra, a 242 km de Cuiabá.

A menina ainda será ouvida pela Polícia Civil e pelo Conselho Tutelar. A mãe contou aos conselheiros que trabalha no período da noite e que a menina fica em casa, geralmente com os outros irmãos. Nenhuma pessoa foi identificada ou presa até o momento.

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta