Meninas viram garotos por raro problema genético em ilha do Caribe

Em uma vila isolada do Caribe, um raro problema genético surpreende a medicina. As garotas do vilarejo, ao atingirem a puberdade, mudam de sexo, chegando até mesmo a desenvolver pênis.

Matéria publicada no Daily Mirror afirma que uma em cada 90 crianças nascidas em Salinas, na República Dominicana, fazem transição de gênero ao completarem 12 anos. Para os moradores, a situação já é tão comum que as meninas já têm até uma descrição: “guevedoces”.

A tradução literal é “pênis aos 12”. O problema é conhecido como pseudo-hermafroditismo e a história dessa localidade será contada na série da BBC “Countdown to Life – the Extraordinary Making of You” (“Contagem regressiva para a vida – seu criar extraordinário”, em tradução livre).

Um dos entrevistados é Johnny, que nasceu Felicitia. Quando criança, ele não tinha pênis e foi criado como uma garota. Atualmente com 24 anos, ele é fisicamente e biologicamente um homem, em um processo que teve início quando tinha apenas 7 anos.

“Me lembro de usar um vestido vermelho quando pequeno. Nasci em casa ao invés de um hospital. Eles não sabiam qual era meu sexo. Fui para a escola e costumava usar saia. Nunca gostei de me vestir como menina. Tudo o que eu queria fazer era brincar com os meninos”, conta.

Falta de enzima

O problema é causado pela falta de uma enzina, ainda no útero, que estimula o corpo a produzir o hormônio di-hidrotestosterona. Ainda na barriga, meninos e meninas têm glândulas internas conhecidas como gônadas e uma protuberância no meio das pernas chamada de tubérculo.

Por volta da oitava semana de gestação, bebês do sexo masculino começam a produzir a di-hidrotestosterona, o que faz o tubérculo desenvolver-se em um pênis. Contudo, como é o caso acompanhado pelo documentário, alguns fetos não produzem a enzima 5-alfarredutase, que desencadeia a entrega do hormônio.

Dessa forma, as crianças nascem sem testículos, o que pode ser confundido com uma vagina. Ao atingirem a puberdade, a produção de testosterona em grande escala faz com que os órgãos sexuais masculinos comecem a crescer, o que justifica o desenvolvimento do pênis.

Fonte: metropoles.com

Painel Político, é um blog de notícias de Rondônia, com informações sobre política regional, nacional, economia, jurídico e variedades. Siga-nos nas redes sociais, visite-nos diariamente e fique sempre bem informado.

Participe do debate. Deixe seu comentário