Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Menor que estava desaparecida é encontrada e diz que foi obrigada a “entrar em um carro e a beber”

“Ela disse que eles a forçaram a ingerir bebidas alcoólicas, a levaram para Estrada da Coca-Cola, na área de cascalho, tinha uma casa abandonada, mas ela não se lembra mais de nada”

0

A adolescente Juliane Costa Lemos, de 15 anos, confirmou para os pais que foi levada para uma casa abandonada na Estrada do Areia Branca e foi obrigada a ingerir bebidas alcoólicas por um grupo de garotos. Nesta terça-feira (14), ela conseguiu voltar para casa de ônibus.

A menor havia desaparecido na noite de sexta-feira (10), quando saiu da casa do pai e foi, na Avenida 7 de Setembro, próximo ao mercado do Km 1, para ir de ônibus à casa da mãe no Bairro Socialista. Desde então, não tinha feito contato.

Segundo a mãe da menor, a assistente social Ana Paula Lemos, a menina está com alguns ralados pelo corpo e hematomas, aparentemente, de chute. Ela foi encontrada na Avenida 7 de Setembro, próximo à casa do pai, e agora está sendo ouvida na Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) para esclarecer o que aconteceu.

Ainda conforme Ana Paula, a filha contou que na noite de sábado desceu do ônibus, já no Bairro Socialista, e foi abordada por alguns garotos que a colocaram dentro de um carro, onde já havia outra menina. “Ela disse que eles a forçaram a ingerir bebidas alcoólicas, a levaram para Estrada da Coca-Cola, na área de cascalho, tinha uma casa abandonada, mas ela não se lembra mais de nada”.

Nesta terça-feira, ela consegui sair de lá, caminhando e, como estava com o cartão de transporte público, pegou um ônibus e estava indo para a casa do pai na Avenida 7 de Setembro. Ela será levada ao IML para exames de corpo de delito.

Comentários
Carregando