Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Ministra do Interior de Portugal deixa o cargo após incêndios no país

Em sua carta de afastamento, a ministra diz que depois dos últimos dias considerou que não tem "condições políticas e pessoais para seguir no cargo"

0

A ministra do Interior de Portugal, Constança Urbano de Sousa, pediu demissão do cargo nesta quarta-feira (18), no auge da crise provocada pelos incêndios no país.

Em sua carta de afastamento, a ministra diz que, depois dos últimos dias, considerou que não tem “condições políticas e pessoais para seguir no cargo”, afirma a agência Reuters.

Chefe do governo português, Antonio Costa aceitou o pedido de demissão e afirmou, de acordo com a agência Efe, que a ministra lhe apresentou sua renúncia “em termos” que não podia rejeitar.

Em seu comunicado, a ministra considera que, uma vez concluído o período crítico dos incêndios, “estão esgotadas todas as condições” para manter-se no cargo.

Na terça-feira (17), bombeiros portugueses conseguiram controlar boa parte das chamas. A queda da temperatura e a chuva registrada durante a madrugada ajudaram os trabalhos.

Portugal chegou a ter 523 incêndios ativos o que obrigou as autoridades a esvaziar aldeias e bloquear estradas. Cerca de 4 mil bombeiros foram mobilizados para conter as chamas.

O país teve o mês de setembro mais seco em 87 anos, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA). A seca e os fortes ventos impulsionaram o fogo a se alastrar.

Comentários
Carregando