fbpx
Ministro mantém suspensão de nomeação de filho de Crivella para Casa Civil

O ministro Marco Aurélio Mello negou recurso da Prefeitura do Rio, que pedia que o filho do prefeito Marcelo Crivella, Marcelo Hodge Crivella, pudesse assumir o cargo de secretário da Casa Civil. A informação foi confirmada pela assessoria do Supremo Tribunal Federal nesta quinta-feira (29).

A decisão inicial do ministro, proibindo a nomeação, foi em fevereiro. O caso ainda vai para plenário, mas a votação não tem data definida.

A indicação do filho de Marcelo Crivella para o cargo em comissão foi publicada no Diário Oficial do município em 1º de fevereiro deste ano. Uma semana depois, o ministro Marco Aurélio Mello suspendeu a nomeação a pedido de um advogado, sob o argumento de que o ato contraria entendimento do STF de proibir, desde 2008, o nepotismo em toda a administração pública.

No dia 13 do mesmo mês, o prefeito foi ao STF defender nomeação do filho para a Casa Civil do Rio. “Olha, eu quero discutir isso com os ministros. Eu acho que estamos dentro da lei e, posso demonstrar isso, que ele tem competência e idoneidade para ocupar o cargo. Acho que isso ficou pacificado com a Súmula 13 do Supremo. Essa é uma questão de conversar”, disse Crivella, na época.

Fonte: g1.com

Painel Político, é um blog de notícias de Rondônia, com informações sobre política regional, nacional, economia, jurídico e variedades. Siga-nos nas redes sociais, visite-nos diariamente e fique sempre bem informado.

Deixe uma resposta