fbpx
Ministros alemães reagem a fala de Trump sobre comércio e segurança

Trump criticou a política de portas abertas aos refugiados adotada pela chanceler alemã, Angela Merkel

Integrantes do governo alemão reagiram às declarações do presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, sobre temas como comércio e segurança.

Em entrevista publicada neste domingo (15) pela revista alemã “Bild”, Trump classificou de “obsoleta” a Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte), a aliança militar ocidental. O republicano também defendeu a imposição de taxas de até 35% sobre montadoras de veículos que decidam transferir a produção dos EUA para outros países.Nesta segunda-feira (16), o ministro alemão das Relações Exteriores, Frank Walter Steinmeier, afirmou que os comentários de Trump sobre a Otan geraram “surpresa e ansiedade” entre membros do bloco militar.

Por sua vez, o ministro alemão da Economia, Sigmar Gabriel, disse que as taxas protecionistas anunciadas por Trump “deixariam a indústria automobilística americana pior, mais fraca e mais cara”.Gabriel, que também ocupa o cargo de vice-chanceler, disse que deve-se ter mais auto-confiança para lidar com Trump e sugeriu que talvez os “EUA devam fazer carros melhores”.

Em sua entrevista, Trump também criticou a política de portas abertas aos refugiados adotada pela chanceler alemã, Angela Merkel, e saudou o “brexit”, a saída britânica da União Europeia.

Painel Político, principal fonte de informações políticas de Rondônia. Com noticiário completo sobre economia, variedades e cultura.

Deixe uma resposta