Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Moradores atingidos pela cheia do Madeira cobram terras prometidas pelo INCRA

0

Mobilização de famílias que tiveram seus lotes alagados exigem restituição de terras prometidas pelo INCRA

Trata-se do movimento Grito da Terra, uma mobilização por reassentamento e reforma agrária pelo estado de Rondônia, onde vários moradores que foram atingidos pela usina hidrelétrica de Santo Antônio no período da enchente estão reivindicando seus direitos.

Segundo o senhor Domingos, representante do bairro Joana Darc I, o grupo está sendo obrigado a ser remanejados para uma fazenda na BR 364 sentido Acre, e está participando do movimento a fim de desapropriar a fazenda para reassentamento das famílias. Domingos está a frente de 286 famílias que assim como ele, tiveram seus lotes alagados pela cheia do Rio Madeira.

Segundo o superintendente Flávio Ribeiro, existem duas áreas estudadas para obtenção pelo Incra, sendo uma em Nova Mamoré, que foi negociada com o proprietário, e outra a 140 km de Porto Velho, porém nenhuma das duas áreas foi utilizada para o fim da aflição da população atualmente desabrigada.

Há dois anos existe a proposta de apropriação de terras prometidas, e reapropriamento das áreas alagadas, os residentes do bairro Joana Darc I, II e III  estão vivendo em condições insalubres de moradia, e sem nenhuma resposta do INCRA.

A mobilização está acontecendo há 3 dias na sede do INCRA, onde as famílias desabrigadas se alojaram com barracas e cartazes, e prometem manifestações até que seja encontrada uma solução.

O representante dos Projetos de Assentamentos (PA’s), Edson Silva de Souza, informou que as famílias estão com esperança em uma solução satisfatória, apesar de estarem há três anos nessa situação. “Queremos ir para essas terras o mais rápido possível, depois os órgãos decidem as responsabilidades e ações de cada um. Estamos dispostos a ajudar o Incra, abrimos picadas, faremos o que precisar. Há 18 anos entramos para o Joana D’Arc abrindo picada, conquistamos colégio, estradas e só saímos mesmo porque não há nenhuma condição de continuar lá”, afirmou.

Veja a entrevista do senhor Domingos, representante do bairro Joana Darc I, e imagens da mobilização:

Manifestantes mostraram faixas e cartazes nesta quarta-feira nas principais ruas do centro da cidade
Manifestantes mostraram faixas e cartazes nesta quarta-feira nas principais ruas do centro da cidade

 

Eles estão acampados no INCRA e pedem a solução para o impasse. São moradores de áreas que foram alagadas
Eles estão acampados no INCRA e pedem a solução para o impasse. São moradores de áreas que foram alagadas
Comentários
Carregando